Em 5 anos, tráfego de dados móveis crescerá 8 vezes no mundo

No mesmo período, o tráfego de dados móveis no Brasil crescerá sete vezes, segundo previsões da Cisco, afetando os custos de TI. O tráfego IPv6 representará 54% do total. Em 2015, não passou de 13%

 

 

O tráfego de dados móveis deve crescer oito vezes nos próximos cinco anos, segundo a décima edição do estudo Visual Networking Index (VNI) Global Mobile Data Traffic Forecast, da Cisco.  E esse aumento intenso deve gerar um impacto dramático nos custos e rotinas das empresas. Segundo a Cisco, os gestores de TI terão que suportar trabalhadores cada vez mais equipados com wearables e outros aparelhos inteligentes rodando recursos avançados.

O relatório da provedora também dá grande peso ao tráfego de vídeos em dispositivos móveis, tendência apontada como algo cada vez mais presente na rotina das pessoas. 

“A adoção de dispositivos móveis, maior cobertura móvel e a demanda por conteúdo móvel impulsionam o número de usuários, que irá crescer duas vezes mais rápido que o da população mundial, nos próximos cinco anos”, defende a fabricante.

A previsão é a de que os dispositivos móveis inteligentes e suas conexões representem 72% do total de dispositivos e conexões móveis em 2020, volume 36% maior que o registrado em 2015. 

Os dispositivos inteligentes serão responsáveis por 98% do tráfego de dados móveis em 2020.

Analisando de uma perspectiva de dispositivos pessoais, os smartphones estão dominando o tráfego móvel e serão responsáveis por 81% deste tráfego total até 2020, superando os 76% registrados em 2015.

“A proliferação dos telefones móveis, incluindo os chamados "phablets" está aumentando com tanta rapidez que haverá mais pessoas com telefones celulares (5,4 bilhões) do que eletricidade (5,3 bilhões), água encanada (3,5 bilhões) e automóveis (2,8 bilhões), em 2020”, lista.

Pela previsão da fabricante, sozinhos, os smartphones serão responsáveis por 81% do tráfego móvel global em 2020. Nesse mesmo ano, o fluxo de dados móveis atingirá 367 exabytes, um avanço considerável sobre 44 exabytes verificado em 2015.

Ficou com dificuldade de compreender a magnitude deste volume de dados?  Segundo a Cisco, os 367 exabytes equivalem a 81 trilhões de MMS (mensagens multimídia), ou 28 dessas mensagens por pessoa/dia ao longo de um ano. Se preferir, são 7 trilhões de clipes do YouTube, algo como 2,5 vídeos por pessoa/ano ao longo de um ano.

Principais previsões para o Brasil:

Tráfego de dados móveis no Brasil

· O tráfego de dados móveis aumentará 7 vezes no País, entre 2015 e 2020, uma taxa de crescimento anual composta de 45%.

· O tráfego de dados móveis chegará a 729.7 petabytes por mês em 2020 (o equivalente a 182 milhões de DVDs por mês), superando os 112,1 petabytes por mês em 2015.

· O tráfego de dados móveis chegará a uma taxa anual de 8,8 exabytes em 2020, superando os 1,3 exabytes em 2015.

· O tráfego de dados móveis crescerá 3 vezes mais rápido que o tráfego IP fixo entre 2015 e 2020.

· 73% das conexões móveis serão conexões "inteligentes" em 2020, superando os 42% em 2015.

· Quase 100% do tráfego de dados móveis será tráfego "inteligentes" em 2020, superando os 94% em 2015.

Usuários móveis                    

· No Brasil havia 170,7 milhões (82% da população brasileira) de usuários móveis em 2015, um aumento de 2% comparado aos 166,6 milhões (82% da população do Brasil) em 2014.

· Em 2020 haverá 182,1 milhões (84% da população do Brasil) de usuários móveis, superando os 170,7 milhões em 2015, uma taxa CAGR de 1,3%.

Projeções globais:

Tráfego de dados móvel global não mostra sinais de desaceleração

Em 2020:

· O tráfego de dados móveis global chegará a 30,6 exabytes por mês, superando os 3,7 exabytes em 2015.

· O tráfego de dados móveis global anual chegará a 366,8 exabytes, superando os 44,2 exabytes em 2015.

· De 2015 a 2020, o tráfego de dados móveis global irá crescer duas vezes mais rápido que o tráfego global IP fixo.

· Em 2015, 51% do total do tráfego de dados móveis foi ‘tráfego offload’; em 2020, o tráfego offload representará  55% do total do tráfego de dados móveis.

· Em 2020, mais de 75% do tráfego de dados móveis mundial será em formato de vídeo.

Conexões e dispositivos móveis estão ficando mais inteligentes

· Haverá 11,6 bilhões de conexões/dispositivos móveis, incluindo 8,5 bilhões de dispositivos móveis pessoais e 3,1 bilhões de conexões M2M, superando o total de 7,9 bilhões de dispositivos móveis e conexões M2M em 2015.

· Mundialmente, 67% das conexões/dispositivos móveis serão "inteligentes" em 2020, superando os 36% registrados em 2015.

· Mundialmente, 98% do tráfego de dados móveis virá de conexões/ dispositivos "inteligentes" em 2020, superando os 89% registrados em 2015.

· Os smartphones, laptops e tablets serão responsáveis por conduzir cerca de 92% do tráfego de dados móveis global em 2020, abaixo dos 94% registrados em 2015. O tráfego M2M representará 7% do tráfego de dados móveis global em 2020, superando os 3% registrados em 2015; enquanto os aparelhos celulares básicos serão responsáveis por 1% do tráfego de dados móveis global em 2020, abaixo dos 3% em 2015.

Em 2020:

· 66% das conexões/dispositivos móveis serão compatíveis com IPv6, superando os 36% em 2015.

· O tráfego IPv6 será 54% do total de tráfego de dados móveis, comparado a 13% registrado em 2015. 

Conexões máquina a máquina (M2M) e dispositivos “vestíveis” continuarão crescendo

A conexão M2M refere-se a aplicações que permitem que sistemas cabeados e wireless se comuniquem com outros dispositivos com as mesmas capacidades (por exemplo, recursos de navegação/GPS, rastreamento de ativos, medidores de serviços públicos, vídeo de segurança/vigilância, monitoramento de saúde, etc.). Os chamados dispositivos vestíveis que podem ser ‘usados’ pelo indivíduo (por exemplo, relógios inteligentes e monitores de saúde) e se comunicam diretamente com a rede por meio de uma conectividade celular integrada, ou por meio de outro dispositivo (principalmente um smartphone) via Bluetooth, Wi-Fi etc. Esses dispositivos estão classificados como uma subcategoria de M2M, nessa previsão.

·  Em 2020, as conexões M2M representarão 26,4% dos dispositivos móveis conectados, superando os 7,7% registrados em 2015.

·  Em 2020, as conexões M2M gerarão 6,7% do total do tráfego móvel, comparado a 2,7% em 2015.

·  O número de dispositivos vestíveis no mundo aumentará 6 vezes, entre 2015 e 2020.

·  Em 2020, haverá mais de 600 milhões de dispositivos vestíveis em uso, superando os quase 97 milhões em 2015.

Aumento nas velocidades de rede móvel e conexão 4G

· A velocidade média da rede móvel global será 3,2 vezes maior, aumentando de 2,0 Mbps, em 2015, para 6,5 Mbps, em 2020. A adoção global da conexão 4G será o principal catalisador de melhorias em termos de velocidades móveis.

Em 2020:

· As conexões 4G serão responsáveis por 40,5% de todas as conexões móveis, comparado a 13,7% em 2015.

· O tráfego 4G aumentará 13 vezes de 2015 para 2020. As conexões 4G serão responsáveis por 72% do total de tráfego de dados móveis, superando os 47% do total do tráfego de dados móveis em 2015.

· As conexões 3G serão responsáveis por 38,7% de todas as conexões  móveis, comparado a 33,7% em 2015.

· As conexões 2G serão responsáveis por 13,5% de todas as conexões móveis, abaixo dos 52,3% em 2015.

Aumento no número de pontos de acesso Wi-Fi (Hotspots)

· Mundialmente, o total de pontos de acesso Wi-Fi, incluindo os domiciliares, aumentará 7 vezes, de 2015 (64 milhões) a 2020 (432 milhões). Mundialmente, os pontos de acesso domiciliares aumentarão de 57 milhões (2015) para 423 milhões (2020).

· Em 2015, o tráfego de Wi-Fi offload mensal (3,9 exabytes) superou o tráfego móvel/celular mensal (3,7 exabytes) pela primeira vez.

· Em 2020, será gerado 38,1 exabytes de tráfego de Wi-Fi offloading todo mês; ainda superando a previsão do tráfego mensal móvel/celular (30,6 exabytes).

Voz sobre WiFi (VoWiFi) se preparado para o crescimento

Considerando o crescimento e o papel das tecnologias WiFi nas redes móveis, o estudo deste ano novamente compara o serviço de VoWiFi a outros serviços móveis de voz. O serviço de VoWiFi anteriormente oferecido tinha limitações que afetaram a adoção e a experiência final do usuário. Os serviços mais estáveis de VoWiFi atuais funcionam em dispositivos sem chip, como os tablets que funcionam apenas com conexão WiFi.

· Em 2016, o serviço de VoWiFi superará o VoLTE em número de minutos utilizados por ano.

· Em 2018, o serviço de VoWiFi superará o VoIP em número de minutos de usados por ano.

·  Em 2020, os minutos de uso do serviço de VoWiFi irão corresponder à metade – 53% – de todo o tráfego de voz IP móvel.

· Em 2020, o número de tablets e PCs (1,7 bilhões) habilitados com Wi-Fi será mais de 3 vezes maior que o número de tablets e PCs (548 milhões) habilitados para o serviço celular

 

fonte: http://cio.com.br/tecnologia/2016/02/03/em-5-anos-trafego-de-dados-moveis-crescera-8-vezes-no-mundo/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    Please reload

    Posts Recentes
    Please reload

    • Wix Twitter page
    • Wix Facebook page
    • Wix Google+ page
    • LinkedIn Social Icon