Os 5 maiores desafios que os CIOs vão enfrentar em 2015

Visão estratégica das mudanças pode significar oportunidade e não ameaça para as empresas. 

 

 

As rápidas e revolucionárias mudanças que estão ocorrendo no universo da Tecnologia da Informação precisam ser absorvidas e traduzidas pelos CIOs na mesma velocidade. Nos próximos anos, eles terão de enfrentar novos desafios e enxergar adiante para assumir novos papéis.

Alguns veem isso como uma oportunidade, mas outros entendem como um risco, uma ameaça. O Big Data ou explosão de dados, a mobilidade crescente e a Computação em Nuvem podem ser considerados fenômenos impulsionadores dessa transformação. Aqueles que reconhecem e se adaptam a essas mudanças que não param de acontecer, serão certamente mais bem-sucedidos.

A tecnologia nunca representou um papel tão importante para os negócios quanto hoje. Considerando essa perspectiva, aumentam as oportunidades e responsabilidades dos CIOs e líderes de TI como principais incentivadores para agregar mais valor aos negócios. Mas quais são esses desafios que deverão ser encarados como prioridade pelos CIOs em 2015?

O presidente da empresa de software RMC, Joe Stangarone, que tem uma experiência de mais de 30 anos na indústria de TI, compartilhou suas percepções sobre o futuro próximo da TI. Suas considerações destacam como as empresas e, especialmente os CIOs e líderes de TI, podem contribuir para economizar tempo, dinheiro e aumentar a produtividade se valendo das novas oportunidades tecnológicas:

 

Desafio 1: Crescente necessidade de agilidade

O papel da divisão de TI nas empresas está mudando. Antes, esses departamentos eram vistos a partir de uma perspectiva de back-office ou de apoio ao negócio. Sua responsabilidade principal era manter as máquinas funcionando.

Como a tecnologia tem desempenhado um papel cada vez mais importante em todos os aspectos do negócio, as equipes de TI precisam mudar seu foco permanentemente, da manutenção para inovação, mobilizando-se rapidamente para não perderem o time da competitividade e impulsionarem os negócios.

Por exemplo, como propiciar a melhoria contínua dos sistemas de hardware e software e promover interações facilitadas e eficazes com os públicos internos e externos das organizações?  Os bons líderes de TI precisam estar dispostos a “abraçar os riscos” quando isso significa a capacidade de mudar a direção para atingir seus objetivos e resultados esperados.

Como ser ágil quando a TI depende de uma série de outras áreas para tocar suas tarefas? A resposta está no desafio número 2.

 

Desafio 2: Liberte-se da dívida técnica

Um dos maiores problemas enfrentados pelos CIOs é que eles lidam com diferentes aplicativos que não podem ser substituídos. Cuidar da manutenção deles é complexo e consome muito tempo, acarretando uma dificuldade de adaptação à evolução das tecnologias. Essas aplicações se tornaram tão integradas que é trabalhoso promover mudanças sem causar uma série de impactos em outros lugares.

Para resolver o problema, a orientação é começar com uma auditoria que determine quais os aplicativos os usuários realmente precisam e quais são desnecessários. Entender quais aplicativos podem ser substituídos e quais devem permanecer. Em seguida, é importante traçar um plano para substituir e renovar as aplicações obsoletas.

 

Desafio 3: Acessibilidade com segurança

Antes os dados eram armazenados em casa e bloqueados. A área de TI controlava o acesso à essas informações. Hoje, dispositivos móveis pessoais dos colaboradores da empresa foram absorvidos pelo ambiente de trabalho. Entramos num mundo móvel, em que todos os envolvidos esperam ter acesso aos dados de qualquer lugar, em qualquer dispositivo. Isso dificulta a proteção das informações.

Especialistas acreditam que o desafio permanente para CIOs e líderes de TI, com relação à segurança, deve aumentar em 2015. Essa tem se tornado uma questão central para a maioria das empresas e terá novas implicações conforme a evolução da era BYOD. O crescente volume de dados, a alta mobilidade e a disponibilidade de informações impõem a necessidade de encontrar o equilíbrio entre a acessibilidade e a segurança.     

Uma dica prática é “tratar os dispositivos como portas e não como destinos”. À medida que cada vez mais pessoas acessam e compartilham dados da empresa por meio dos dispositivos móveis pessoais, aplicativos não autorizados e serviços em Nuvem não garantidos colocam a segurança dos dados em risco.

Os gestores são confrontados com a necessidade de proteger os dados da empresa e evitar as ameaças recebidas sem prejudicar a mobilidade e os ganhos de produtividade que o BYOD proporciona. A abordagem sugerida nesse caso é o foco na proteção dos dados e não do dispositivo. Com uma proteção em nível de dados para um arquivo da empresa, a TI garante que os dados permaneçam seguros independentemente de onde e por quem são acessados.

 

Desafio 4: Adaptar-se a um mundo conectado

Estamos lidando com uma explosão de dispositivos móveis conectados à Internet. A disponibilidade de sensores e a conectividade com as coisas físicas estão transformando as possibilidades de ganhar eficiência.

Um relatório recente da consultoria americana Gartner aponta que 73% dos líderes de TI acreditam que a “Internet das Coisas” representará uma ameaça à segurança nos próximos três anos; e 50% deles não se sentem preparados para gerenciar os riscos e assegurar proteção.

Os CIOs precisam se antecipar a tendência da “Internet das Coisas” e pensar em caminhos e soluções para a empresa se adaptar e usufruir com qualidade e resultados essas novas oportunidades. A explosão de dados representa um grande potencial para as empresas que estiverem preparadas para surfar nessa onda.

 

Desafio 5: Brechas nas habilidades e competências profissionais

Uma questão que envolve todas as áreas é a capacidade de selecionar e reter forças de atuação qualificadas. Um estudo concluiu que 93% das empresas enfrentam déficit de competências. Para os especialistas em gestão de pessoas, o recrutamento está se tornando uma tarefa cada vez mais difícil em vista das demandas crescentes por alta qualificação e diversidade de competências em contraposição à dificuldade de pagar salários compatíveis que possam competir com as grandes empresas. Essa dificuldade tende a piorar com o avanço da tecnologia e a velocidade das transformações que estamos enfrentando. O tema é amplo e merece uma discussão à parte numa nova oportunidade.

 

Fonte:
http://www.mrc-productivity.com/blog/2014/10/5-big-challenges-facing-cios-and-it-leaders-in-2015-part-1/ 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

  • Wix Twitter page
  • Wix Facebook page
  • Wix Google+ page
  • LinkedIn Social Icon