Cibercriminosos miram ataques por meio de boletos bancários

Cibercriminosos miram ataques por meio de boletos bancários

Com a proximidade do Natal, o número de compras realizadas pela internet aumenta significativamente, haja visto a grande demanda ocorrida com a "Black Friday". Como consequência, também há maior incidência dos golpes virtuais. Porém, quem foge desse tipo de alternativa por duvidar da segurança e aposta em pagamentos por boletos bancários pode também acabar encontrando problemas.

 

De acordo com o engenheiro de sistemas da Fortinet e especialista em segurança da informação, Alexandre Bonatti, identificar possíveis fraudes em boletos não é tarefa simples, já que o nível de sofisticação dos ataques específicos a esse modelo de pagamento aumentaram muito em 2014, o que torna o trabalho cada vez mais difícil.

 

Bonatti ressalta que a fraude ocorre quando um malware específico é instalado no computador ou máquinas de empresas que emitem boletos. No momento da geração do boleto bancário para impressão, o malware altera os dígitos numéricos e o próprio código de barras redirecionando o pagamento para outra conta bancária. Por isso, reforçar a segurança corporativatorna-se cada vez mais importante para as companhias. 

 

"As soluções profissionais de segurança da informação estão em constante evolução para acompanhar os malwares nas redes de computadores. Para as empresas, é necessário investir em soluções como firewalls que sejam capazes de analisar o comportamento de sua rede e fazer inspeções profundas em arquivos para detectar possíveis ameaças. Para o usuário final, é importante possuir um bom antivírus instalado e atualizado frequentemente”, salienta Bonatti.

 

Como forma de prevenção ao problema, o executivo destaca algumas atitudes como: atualizar constantemente o sistema operacional utilizado, procurar utilizar apenas um navegador de internet e mantê-lo atualizado, ser cuidadoso ao abrir arquivos de e-mails e dispositivos USBs de desconhecidos, conferir se a página acessada para transações online está usando HTTPS e, em caso de pagamentos com boletos bancários, priorizar a emissão do boleto em formato PDF. Apesar de serem um indicador de segurança, sites com nomenclaturas HTTPS também são utilizados por cibercriminosos. 

 

Apesar dos riscos, Bonatti destaca que todas as formas de efetuar compras on-line podem ser seguras.  “Não podemos considerar, por exemplo, que utilizar cartão de crédito ou débito em conta para transações online seja mais seguro que o boleto bancário. O que conta de fato para uma transação segura é ter alguns cuidados básicos no computador”, conclui.

fonte: http://www.itforum365.com.br/noticias/detalhe/114497/cibercriminosos-miram-ataques-por-meio-de-boletos-bancarios

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

  • Wix Twitter page
  • Wix Facebook page
  • Wix Google+ page
  • LinkedIn Social Icon